Category Archives: contextos de aprendizagem

Doodling… Rabiscar é preciso!

 

Ferramentas diárias de pensamento criativo

Recomendadas para rabiscar no espaço cerebral livre quando:

… se fala com alguém que ocupa pouco espaço nas nossas cabeças (não necessariamente sem interesse)

… se funciona em piloto automático (não necessariamente a atravessar o atlântico)

… se pensa sobre a vida (não necessariamente sobre o futuro)

… se bebe um café e come uma torrada (não necessariamente com manteiga)

… whatever…

A questão não está no insólito das situações mas na nossa capacidade de criar. Fazê-lo a partir duma colaboração entre o rabisco-visual e o padrão cognitivo, não é sinal de imbecilidade mas de inteligência.

Sobretudo quando a quantidade de informação é muito grande e o processamento exige profundidade… RABISQUEM.

PS: A água é para oxigenar e já agora para as pedras nos rins.

Rabiscar é adicionar emoções ao que se aprende.

Rabiscar é furar o inconsciente.

Se isto lhe interessar veja estes artigos recomendados aqui.

http://www.wired.com/wiredscience/2009/02/doodlerecall/

http://www.bottomlinesecrets.com/print.html?article_id=49122

a pedagogia da avó

Dizer: “Óptimo… fantástico” é a uma metodologia não invasiva.

A minha avó praticava-a e sempre me dei bem com ela, com a pedagogia e com a minha avó. As coisas acontecem, quer queiramos quer não. Aprendemos de qualquer maneira, onde quer que estejamos.

Sras. professoras e srs. professores… usem-na e deixem a aprendizagem acontecer.

será…? como…?

Second life como alternativa lúdica ao desenvolvimento do pensamento divergente

Ver aqui .

o que é isso do e-learning?

E-learning, b-learning, m-learning… mas afinal o que se passa por aí?

Depois de ver esta apresentação coloque a si propria(o) 3 perguntas que gostasse de ver respondidas e deixe-as aqui. Pode ser que com sorte alguém por cá passe e lhe saiba responder 🙂

PS:  Só uma coisinha muito importante… todas as perguntas e respostas são bem-vindas!